homepage . Recortes de Imprensa . Novo Quartel já entrou no QREN

Novo Quartel já entrou no QREN

Direcção acredita que candidatura será aprovada.

A construção do novo quartel e a formação contínua e em qualidade do corpo activo são as prioridades da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis para o ano em curso.

Os associados da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis aprovaram por unanimidade o relatório e contas de 2008, bem como o plano de acção para o ano em curso. as receitas atingiram 1 038 446,21€, enquanto as despesas cifraram-se em 982 270,72€.

“Transparência, rigor…”

“Transparência, rigor, esforço e empenhamento” foram a preocupação da direcção durante o mandato, salientou o presidente. o Prof. António Gomes informou que já foi apresentada a candidatura do novo quartel ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), sendo que a comissão de avaliação tem agora 90 dias para se pronunciar. “A nossa candidatura está muito bem elaborada e quase de certeza que será aprovada”, admitiu o presidente. O investimento total ascende a 1 124 000,00 euros, com uma comparticipação a 70% do QREN, 20% da Câmara Municipal, cabendo os restantes 10% e o equipamento à Associação.

“Temos de nos abeirar dos oliveirenses, para que nos ajudem a atingir este objectivo que há tanto tempo vem a ser perseguido. sairemos à rua devidamente fardados e identificados”, referiu o presidente da direcção, que renovou os agradecimentos ao arquitecto e aos nove engenheiros da especialidade que fizeram todo o trabalho de forma gratuita.

Actual quartel em equação

Já quanto ao actual quartel, António Gomes disse que era desejo da direcção continuar a ser proprietário, para, no futuro, “através de cedências e alugueres ajudar a financiar as nossas actividades”. No entanto, o presidente da direcção fez notar que o projecto refere-se apenas ao que a lei prevê. “Nós já temos prevista a ampliação, nomeadamente o hangar para as viaturas, a casa-escola e uma nova sala para lavagem e desinfecção de viaturas de transporte de doentes. Se tudo isto obrigar à alienação deste património será com muito desgosto que o faremos”, acrescentou António Gomes. Por isso, a direcção propôs e a assembleia aprovou por unanimidade uma deliberação sobre a delegação de poderes na direcção para possível negociação do actual quartel sede, se tal se verificar necessário para apoio à construção do novo quartel.

Fonte: Correio de Azeméis

Emergência Torne-se sócio

Departamento de Segurança e Formação

Oferta Formativa Junta-te a nós!